Não por fogo, mas por gelo!

Publicado em Seg 01/16/06 como Gaia

Desde muito pequeno tenho uma ligação muito forte com Gaia. Não é o que parece. Não sou bruxo e muito menos esotérico. Gaia é o espírito da Terra, é a grande Mãe, ou simplesmente é o nosso planeta. Encarar a Terra como uma grande mãe era um pensamento reconfortante para mim, pois pelas histórias que eu ouvia na Escolinha Dominical, Deus, no caso o grande pai, parecia ser muito severo (ao menos no Antigo Testamento). Sempre fui discreto quanto a este meu ponto de vista, afinal, poderia ser mal interpretado em uma família de luteranos praticantes.

Ultimamente tenho sido desleixado, mas sempre fui de separar o lixo de casa, não pisar na grama, tratar bem os animais, preservar recursos naturais, enfim, fazer a minha parte. Fico triste só de pensar que se eu tiver filhos, eles não terão a oportunidade de ver os animais que eu vi, pois eles não existirão mais, ou talvez brincar das mesmas coisas, como por exemplo, guerra de bexiguinhas porque não vai existir água suficiente, a menos que se encane água não potável daqui uns tempos.

A culpa é toda nossa. Conforto hoje é sinônimo de negligência. Todos querem ter um carro, tomar um banho de uma hora, ar-condicionado ou calefação, sanduíches enormes que não conseguiremos comer todo, telefone celular, e agora internet sem fio por todo lugar, mas não calculam o que estes confortos consomem de recursos ou que impactos provocam na natureza. A emissão de gases tóxicos dos veículos já ultrapassou o limite tolerado, e isto já esta afetando a camada de ozônio e os oceanos. Usamos a mesma água que bebemos para lavar os carros, calçadas ou simplesmente a jogamo fora em um chafariz. Construímos enormes prédios de vidro, quentes por natureza, levando a se gastar muita energia para refrigerá-los, apenas porque são mais bonitos assim. Preferimos fazer festivais de música para matar a fome dos miseráveis a distribuir a comida de modo justo pelo mundo, chamamos isto de economia. A enorme quantidade de ondas eletromagnéticas, como por exemplo, a dos telefones celulares, satélites e TV, têm sido um dos principais responsáveis pelo aquecimento global, e aposto que tu nem sabias disso.

Gaia já não agüenta mais e tem dado sintomas disto. O sinal mais gritante foi o primeiro furacão brasileiro, seguido do segundo e de um tornado. Depois vieram as ondas gigantes na Ásia, ventos a 50 graus negativos na Europa, e agora mais uma onda gigante, que está se aproximando da América do Sul. Podemos encarar as mudanças climáticas como um mal estar de Gaia e as novas pragas como anticorpos que lutam para defender o seu corpo de um agressor, no caso, nós.

Por questões mercadológicas, as coisas só tendem a piorar. Os países desenvolvidos, pelo menos economicamente, não abrem mão dos seus modos de vida confortáveis, até porque eles não sofriam com os impactos. Mas as coisas estão mudando, só que pode ser tarde de mais.

Geólogos da Europa descobriram recentemente que no passado, o mundo sofreu mudanças climáticas repentinamente e não gradualmente como se imaginava. Amostras de gelo obtidas na Groenlândia mostraram que houve mudanças de temperatura de até 30 graus em períodos de 5 anos. Acreditava-se que uma era glacial levaria centenas de anos para se formar, e com estas novas provas, sabemos que em um período de 10 anos apenas a temperatura do mundo inteiro pode mudar por completo. E já está acontecendo. Os nortes americanos negam, obviamente.

A massa de gelo no pólo norte esta derretendo, isto não é novidade. Nos último 100 anos o nível do mar subiu cerca de 3 metros, e nos próximos 100 irá subir três vezes mais. Os danos serão enormes, mas são previsíveis de certo modo. Porém as recentes descobertas das mudanças drásticas na temperatura da Terra alertaram os geólogos para um efeito inesperado. Toda a água vinda do pólo norte esta alterando a Corrente do Atlântico, o principal ar-condicionado do planeta, pode provocar a sua parada, isto faria com que a troca de águas quentes e frias entre o hemisfério norte e sul parasse, levando a um resfriamento repentino de todo o hemisfério norte, em outras palavras, levaria uma nova era glacial. E isto pode acontecer em um intervalo de apenas 10 anos, e o que é pior, possivelmente já começou.

Matemáticos têm usado modelos caóticos para tentar calcular que pequenas alterações podemos provocar, de modo que altere todo o modelo climático para evitar que isto aconteça. Do meu ponto de vista, agora é tarde e devemos apenas aceitar o que está por vir, como uma confissão de culpa.

Não é pessimismo. Crianças precisam ser disciplinadas, e isto é exatamente o que a Mãe Gaia está fazendo conosco. Parece que o “fim do mundo” não vai ser por fogo como o prometido pela Bíblia, mas por gelo.

Só espero ter comprado o meu Mac até lá.


Concordas?

# Kharma escrito em Qui 01/26/06 às 04.39 :

Estava pensando nisso… em como no mesmo programa de alta audiência temos um cientista nos dizendo que é tarde demais e em segundos um rosto mais alegre, falando português nos dizendo que não é tão ruim quanto parece…

Só ver isso me faz ter certeza que é tarde demais…

Mas se estamos falando de cenários catastróficos… com o que nos preocupamos primeiro… com gaia… ou com com a gripe aviária que gaia pode usar de anticorpo para acabar com essa praga chamada humanidade que infectou e está destruindo ela ????

Quanto ao MAC… acredito que vc vai conseguir comprar ele sim…

Fechado para comentários

comentários desativados para este artigo