Eco

Publicado em Dom 05/25/08 como Delírios

Existe uma série de coisas nas quais eu não penso mais. Talvez seja melhor dizer: não pensava mais.

Deus. Amizade. Sacrifício. Morte. Amor.

Deixei de pensar no amor quando percebi que eu buscava uma âncora, um ponto de referência, quando deveria pensar que o amor só funciona no modelo dar/receber.

Deixei de pensar na morte quando pensei que o amor me serviria de fortaleza contra todo o mal, desconsiderando que o meu maior mal feitor era eu mesmo.

Deixei de acreditar em sacrifício quando percebi que a vida é como uma série numérica, independente do número de elementos que a compõe, se ela convergir, será para um único número conhecido: a morte.

Deixei de acreditar na amizade quando percebi que a vida era feita de pequenos e grandes sacrifícios, e que eu, apesar de já ter feito alguns, não estava mais disposto a passar por isto.

Deixei de acreditar em Deus quando percebi que isto afetava a minha capacidade de fazer, e manter amigos.

Então eu voltei a pensar em Deus, do contrário eu teria de pensar que os eventos do presente são uma coleção de coincidências, e eu teria de passar a acreditar na sorte, porém pensar em Deus sem ter fé alguma é o mesmo que dar uma festa vazia, sem amigos com quem compartilhar.

Então eu voltei a pensar na amizade, pois a solidão já não me satisfaz mais, porém para reatar antigas amizades ou fazer novos amigos eu precisaria sacrificar a minha segurança.

Então eu voltei a pensar em sacrifício, porque eu acredito que todos têm o direito e o poder de conseguir tudo que quiserem, mas quando se tem tudo, se tem também o nada contido no tudo, e o nada faz com que tudo perca o sentido, é quando se pensa obstinadamente na morte.

Então eu voltei a pensar na morte, pois todas as coisas estão no lugar e ao mesmo tempo tudo está muito confuso, como um ponto de convergência entre o completo e o incompleto, e apenas um grande amor seria capaz de me resgatar da inexistência.

Então eu voltei a pensar no amor e na bússola que vem com ele, e que no norte, sempre existe um porto seguro.


Concordas?

# Marcela escrito em Qua 10/08/08 às 08.56 :

Um texto capaz de emocionar e fazer-se entrar em reflexão.. Pensar em Deus, Amizade, Sacrifício, Morte e Amor.Essências que completam a nossa vida e que é impossível ser indiferente a tais detalhes.

Fechado para comentários

comentários desativados para este artigo