A pobreza relativa: Blog Action Day [Atualizado]

Publicado em Qua 10/15/08 como Sociedade

Existe um abismo econômico e social entre os países ditos em desenvolvimento, também conhecidos como “países de terceiro mundo” e os países ricos, também conhecidos como “países de primeiro mundo”. Porém o tamanho deste abismo é calculado com base no que os países ricos consideram ser rico e ser educado.

De acordo do que se considera uma pessoa socialmente integrada e educada, com acesso a cultura e muitas oportunidades de desenvolvimento pessoal, os índios são considerados miseráveis! Porém é na Noruega Finlândia, país extremamente rico, onde todas as pessoas podem ser o que quiserem, que é contabilizada a maior taxa de suicídios do mundo. Não conheço nenhum caso de suicídio entre os índios.

Hoje está sendo travada uma luta contra a pobreza mundial, e blogs do mundo inteiro estão escrevendo em prol disto, mas acredito que antes de interferir, de tentar fazer com que o resto do mundo fique mais parecido, acredito é precisamos parar e analisar melhor a situação atual do mundo como um todo.

Concordo que a fome não deve ser tolerada e que devemos combater ela no mundo mas, antes de promover eventos e arrecadar comida para a Somália, precisamos saber realmente porque existe fome naquele país. A Somália é apenas um exemplo, pois no Brasil, país onde existem pessoas que passam fome, que é considerado em desenvolvimento, coloca-se fora cerca de 60% da comida produzida aqui dentro, seja perdida nas estradas, seja descartada na forma de restos em restaurantes.

A pobreza é a fome de ontem, porém desconsidera-se que a fome é apenas um sintoma de algo muito maior, e que a pobreza só existe quando há comparação, e esta comparação sim deve ser questionada, afinal, os índios tailandeses são bastante felizes.


Concordas?

# hackbarth escrito em Qui 01/15/09 às 09.27 :

Eu não conheço nenhum caso de suicídio entre os noruegueses. Já sobre os índios:

http://www.hcnet.usp.br/ipq/revista/vol30/n1/4.html

http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/01/13/cresce+suicidio+entre+indigenas+mostra+relatorio+do+cimi+3340962.html

Média 40 vezes a da população brasileira, chegando a 28% do total de óbitos. Os índios não são felizes.

# œon escrito em Qui 01/15/09 às 09.41 :

Obrigado pelos dados tche, eu realmente não sabia desta situação dos nossos índios. Troquei eles pelos tailandeses que afinal de contas, para os padrões mundiais são considerados miseráveis (assisti muitos documentários que provam que eles são felizes :-).

Quando a Noruera, eu realmente troquei o nome dos países, eu queria dizer Finlândia (http://www.apagina.pt/arquivo/Artigo.asp?ID=5661).

# Carlos Delfino escrito em Seg 01/26/09 às 12.18 :

Para se falar de suicidio como parametro de ser feliz ou infeliz, deve se ter muita mas muita certeza do que se fala, pois muitos se suicidam por diversos motivos, considero um suicidio nos tempos de hoje entrar para o serviço militar Americano para lutar no Oriente Médio, isto é ser um infeliz, mas nem por isto é a verdade.

achei este texto muito interessante:
“relaciona-se etiologicamente com uma gama de fatores, que vão desde os de natureza sociológica, econômica, política, religiosa, cultural, passando pelos psicológicos e psicopatológicos, até os genéticos e biológicos (Roy, 1999).”
Tirado do site sugerido no poost de Hackbarth.

# Mithriel escrito em Qua 07/08/09 às 09.44 :

Ignorando o suicidio como parametro, a verdade é que existe um problema, os valores atuais da sociedade estão deturpados, aquilo que deveria ser um absurdo é tratado como algo normal, dia após dia ignoramos a situação de tantos seres humanos, afinal de contas é mais facil fingir q vc não viu aquela criança abandonada passando frio e fome do que ajuda-la ou lutar para que essa cena não se repita, fica a pergunta qual a solução para esse problema, como mudar a forma de pensar e agir de TODO O MUNDO, pois aonde quer que vc va, todas as crianças que nascem hoje são preparadas para enfrentar um mundo que vai devora-las, isso faz com que cada pessoa preocupe-se somente consigo e não veja nada além daquilo que a cerca, até os mais cultos não enxergam o todo, então oque fazer???

# paulo escrito em Ter 10/27/09 às 08.51 :

em todos os lugares do mundo existe pobreza ,mas em alguns ela esta sendo um vilao pois os paises mais pobre sofrem com isso que e o caso da africa.

Fechado para comentários

comentários desativados para este artigo