Artigos de ‘Sociedade’

A pobreza relativa: Blog Action Day [Atualizado]

Publicado em Qua 10/15/08 como Sociedade, Leia o artigo

Existe um abismo econômico e social entre os países ditos em desenvolvimento, também conhecidos como “países de terceiro mundo” e os países ricos, também conhecidos como “países de primeiro mundo”. Porém o tamanho deste abismo é calculado com base no que os países ricos consideram ser rico e ser educado.

De acordo do que se considera uma pessoa socialmente integrada e educada, com acesso a cultura e muitas oportunidades de desenvolvimento pessoal, os índios são considerados miseráveis! Porém é na Noruega Finlândia, país extremamente rico, onde todas as pessoas podem ser o que quiserem, que é contabilizada a maior taxa de suicídios do mundo. Não conheço nenhum caso de suicídio entre os índios.

Perto do fim

Publicado em Sáb 06/21/08 como Sociedade, Leia o artigo

No início da década nos éramos 6 bilhões. No início da próxima década seremos 7 bilhões.

Precisamos reciclar nosso lixo para poupar os recursos naturais. Uma colher de plástico vem embalada dentro de um saco de plástico que vem dentro de uma caixa de papel, é usada por 2 minutos e é logo descartada. Energia para reciclar pelo visto está sobrando.

Formigas

Publicado em Qui 06/19/08 como Sociedade, Leia o artigo

É fato conhecido que sou um nerd declarado e que me orgulho deste estilo de vida. Porém, tem havido um perturbador debate no meu trabalho a respeito disto, justamente em função desta minha declaração. É engraçado ouvir “críticas” quanto ao meu modo de vida, vindo de pessoas que apenas se encaixam em estereótipos, ou seja, são apenas mais do mesmo.

Atrasos

Publicado em Sex 01/06/06 como Sociedade, Leia o artigo

Uma das situações mais irritantes que acontece às pessoas comuns é a de perder um ônibus porque o motorista não teve a boa vontade de te esperar por alguns segundos.

Afinal, as diferenças devem somar ou dividir?

Publicado em Seg 10/31/05 como Sociedade, Leia o artigo

Tudo começa quando nascemos. Na maioria das vezes, os meninos ficam com as roupas azuis e as meninas com as roupas rosas. Depois de crescer um pouco, os meninos são pressionados a brincar com carrinhos ou jogos de guerra, enquanto as meninas tem o seu instinto materno desenvolvido através de bonecas com aspecto de bebês ou moças com medidas perfeitas acompanhadas dos mais diversos acessórios domésticos. Felizmente muitos destes conceitos mudaram depois que as tecnologias de comunicação assumiram um papel de extrema importância nos dias de hoje, alterando para sempre o modo como as crianças percebem o mundo em seus primeiros dias. Apesar disso, muitos ainda educam seus filhos desta forma, tornando obvio desde cedo, que meninos e meninas são diferentes, mesmo sabendo que com o passar dos anos isto irá tornar-se obvio.